Direitos Autorais

Todas os textos, sejam parciais ou integrais, fotografias e imagens de todas e quaisquer criações incluídas neste blog/site estão sobre a proteção da LEI DO DIREITO AUTORAL Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. Portanto, é proibida qualquer reprodução ou divulgação das mesmas com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive WEB, sem prévia consulta e aprovação. Não copie! Entre em contato: priscilacartomante@hotmail.com

terça-feira, 8 de maio de 2018

Selma, a Malandra dos Mistérios.



Olá meus amigos seguidores, a pedido de um dos nossos leitores, falarei um pouco sobre Dona Selma.
Em primeiro lugar, essa Malandra foi a mais difícil de escrever, ela é muito reservada quanto aos seus fundamentos. Tem muita ligação com seu Zé Pelintra, praticamente anda junto á um Zé, quase o tempo todo. Suas tradições são muito antigas, vem da ancestralidade e da magia do catimbó, sempre buscando auxiliar o próximo, enxerga no povo humilde sua verdadeira identidade. E é com simplicidade que abraça seus devotos, quando viva era procurada para auxiliar esse mesmo povo sofrido que lhe roga prece. Rezas, benzeduras, afasta o mal e cura. Ainda tem o tempo da alegria, do festejo, até mesmo da boêmia, foi colocada na linha para praticar a caridade, assim como os outros, porém, sua presença já auxilia, emanando cura e fluidos de amor. É a Malandra das mandingas, das magias ocultas, recebeu um nome simples para uma atuação benevolente. Os nomes espirituais tem muito a ver com os antigos nomes de mestres de catimbó, e outros por conta do tempo da linha da malandragem, uma linha nova na umbanda, mas com contribuição excepcional. É rarissima dentro da linha, e nem sempre trabalha incorporando, atuando muito na intuição dos médiuns, sempre muito sincera em tudo o que fala, é direta e muito séria dentro do trabalho espiritual, mas mediunizada pode manifestar alegria em comemorações pontuais, não costuma aceitar brincadeiras fora de hora, ou seu nome ser dito em vão. Auxilia os médiuns, quando estes verdadeiramente se dedicam no campo da espiritualidade. Não gosta de preguiça e desordem. Trabalha muito nos caminhos de Oyá e Oxum.

Fundamentos: Ervas, punhais, baralhos, búzios, chaves, moedas, flores, entre outras coisas.

O pouco que me foi permitido, foi escrito aqui, queria ter autorização para escrever mais.

Salve Dona Selma, a Malandra das Mandingas ! Acosta Catimbozeira !

🌿
onselectstart='return false'