Seguidores

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Edição Falanges de Malandras - Falange Encruzilhada




Série Malandras - Falange Encruzilhada na Linha da Malandragem:

As Malandras da Encruzilhada são as entidades que tem como ponto de força o encontro de ruas, são entidades que normalmente se apresentam com seriedade nos terreiros. Nada impede que sejam risonhas, abertas, falantes, porém são geralmente reservadas. Trabalham com situações densas dentro do terreiro de umbanda, como auxilio espiritual á viciados e neutralizam forças negativas. Atuam com Malandro da Encruzilhada, Zé Pelintra da Encruzilhada, Malandro das 7 Encruzilhadas e principalmente com Dona Maria Navalha da Encruzilhada. Não gostam de contar suas vidas anteriores, não gostam de brincadeiras fora de hora. Se assemelham em postura com as Malandras da Calunga. Não gostam do epiteto pombagira, lutam muito para se desvincular do termo. São apenas Malandras, entidades muito boêmias, que se perderam nas ruas e hoje ajudam os filhos de fé, para que não se percam.

Saravá Lindas Malandras !!!!!!!

Salve a Falange das Malandras da Encruzilhada.

Salve a Malandragem !!!!!!!!!

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Malandra Rosa dos Arcos da Lapa

Malandra Rosa dos Arcos da Lapa


A Malandra Rosa dos Arcos da Lapa, é uma das primeiras Malandras que se apresentou na Umbanda, isso não faz muitos anos. Ela é uma grande trabalhadora da seara umbandista, sempre muito elegante, trabalha com seu chapéu, sua ginga e tem seus mistérios em ambas falanges. Ou seja, ela trabalha com a energia da falange das Rosas e a força da Falange da Lapa. Normalmente Malandras da Lapa, são muito amigas de suas médiuns, acompanham, aconselham, gostam de trabalhar, mas adoram sambar. Tem muita boêmia essa Malandra, meus respeitos a Malandra Rosa !!!

Salve a Malandra Rosa dos Arcos da Lapa !!!

Salve a Malandragem !!!!


sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Edição - Falanges de Malandras - Falange Cabaré na Linha da Malandragem

Falange Cabaré na Linha da Malandragem:

As Malandras desta falange são muito belas, sedutoras, alegres e grandes parceiras de suas médiuns. As Cabarés são entidades muito falantes, amigas dos consulentes, de risada fácil e boa jogatina. Adoram baralhos, gostam de jogar baralhos no terreiro de umbanda, acertam a vida dos assistidos assim, não são de fazer rodeios, falam tudo "na lata". Gostam de jogar ronda, e apreciam os naipes de ouros e copas, faz parte do seu fundamento. 

Foram muito humilhadas quando encarnadas, a maioria das entidades tem sofrimento, elas tem muito também. Sempre foram abusadas, porém, tentavam tirar proveito das situações, tinham casos com homens da alta sociedade e não gostavam do estigma mulher da rua, já que se consideravam damas da noite e gatunas nos bordéis de antigamente. 

Trabalham na Linha da Malandragem, auxiliando ás pessoas com problemas financeiros, emprego, aventuras amorosas e no meio das enrascadas, protegem suas médiuns até onde podem, mas se o médium errar muito e decair espiritualmente, são as primeiras a afastar-se. Não por maldade, mas como forma de aprendizado. São muito elegantes no Terreiro, sua presença logo é notada, gostam de saias, chapéu de boa qualidade, piteiras, lenços, perfumes e jóias. Adoram dançar, sambam como ninguém e quando estão sambando, todos os olhares se voltam para elas. Podem ou não trabalhar com a Falange das Rosas.

Salve as Malandras do Cabaré !!!!!

Salve a Malandragem !!!!!!!



onselectstart='return false'