© Copyright All Rights Reserved 2019

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Malandra Maria Da Lapa




Olá queridos seguidores, retomando com os meus textos, hoje vou falar da Malandra Maria Da Lapa, realizando o pedido do Rodrigo Lima.

Eu contei a história dessa Malandra há 7 anos no blog, pouca gente entendia sobre Malandras e Malandrinhas na época, e a intuição sobre uma de suas vidas foi forte e natural. Normalmente os espíritos que compõem um agrupamento, tem histórias de muitas vidas parecidas, em geral são mulheres e homens que foram marginalizados por conta da desigualdade social, sendo que muitas dessas mulheres sofreram múltiplos preconceitos e agressões, com essa Malandra foi por esse caminho também, ela padeceu na mão de alguns algozes, mesmo assim quis perdoar aqueles que lhe fizeram tanto mal. Algumas Malandras levam muito tempo para processar toda essa dor quando estiveram encarnadas, é um longo caminho sendo tratadas nas colônias espirituais, só aí que são fundamentadas. Apesar de tanto sofrimento, dificuldade e histórias tristes, ela superou tudo e caminhou para os braços de Deus, objetivando evoluir e auxiliar seus médiuns. Ela dentro da seara umbandista é muito faceira, bonita, traz sempre bons conselhos para seus médiuns e consulentes, chama atenção toda essa beleza, mas ela mais do que ninguém, ressalta da verdadeira beleza, a que mais importa, ela fala do reluzir do coração das pessoas, principalmente daquelas que tem fé e fraterno amor.
Trabalha muito com Malandras do Cabaré e Malandras da Estrada.

Características:

Indumentária: Gosta de saias, raramente utiliza calças, aprecia chapéus de boa qualidade, pode utilizar jóias. Pode usar branco, preto, dourado e vermelho.

Bebidas: Cerveja branca, bebidas doces e finas. Prefere taças, mas pode beber em tulipas.

Fumo: Cigarros de filtro vermelho e cigarros doces.Também pode gostar de cigarros longos.

Comidas: Salame sempre bem arrumado, linguiça acebolada, ovos de codorna, queijos, batata calabresa, azeitonas, etc.

Fundamentos: Baralhos, dados coloridos, dados vermelhos, lenços, piteiras, bengalas, pimentas, punhais, navalhas, moedas (principalmente douradas), pembas, perfumes, samba, entre outros.

Espero que vocês tenham gostado, em especial você Rodrigo Lima !

Salve Maria ! Lapa Maria ! Salve a Malandragem !

Obs: Respeitem os direitos autorais.
Imagem meramente ilustrativa.
Esse texto, assim como os outros, estão proibidos para cópias, sejam parciais ou integrais sem prévia autorização da autora. Plágio é Crime.