Direitos Autorais

Todas os textos, sejam parciais ou integrais, fotografias e imagens de todas e quaisquer criações incluídas neste blog/site estão sobre a proteção da LEI DO DIREITO AUTORAL Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. Portanto, é proibida qualquer reprodução ou divulgação das mesmas com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive WEB, sem prévia consulta e aprovação. Não copie! Entre em contato: priscilacartomante@hotmail.com

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Edição - Falanges de Malandros - Malandros e Malandrinhos da Encruzilhada:

Olá meus queridos seguidores, após uma sequencia de dias turbulentos, consegui acalmar os ânimos,  e assim prosseguir com as postagens para o conhecimento de todos.
Hoje irei escrever um pouco sobre as minhas vivências com os Malandros e Malandrinhos da Encruzilhada.

Os Malandros das Encruzilhadas tem um trabalho muito especifico, atuam sobre os caminhos, as encruzas, os desejos e as decisões. São Malandros que normalmente são sérios, poucos nos terreiros são falantes, abertos, carismáticos. Entretanto são amigos dos seus médiuns, zelam especialmente por seus médiuns, focando sua energia naqueles que os atravessam como medianeiros. Isso não significa que não possam realizar consultas, ter protegidos, afilhados e cuidar de outras pessoas, apenas aponta que eles tem uma ligação maior com os médiuns que os tem.
São muito rápidos em seus trabalhos, porém, são muito exigentes, consideram a fé das pessoas, a maior arma para auxilia - las. Não costumam atender pedidos de pessoas que não tem compromisso com a espiritualidade, ajudando apenas aqueles que acreditam verdadeiramente na espiritualidade.
Não tem boas relações com suas histórias pregressas, por isso tem imensa dificuldade de contar, são reservados enquanto a isso, importando - se apenas com seu trabalho espiritual. Pode ser que um lhe conte uma história de vida, preserve com muito carinho, eles realmente não gostam de fazer isso.
São os Malandros que mais trabalham com Exus e Pombagiras, realizando trabalhos intercruzados, gostam muito da própria falange, cuidam dos protegidos em todos os momentos, mas sua atuação de protetor é muito diferente nas ruas. São guardiões dos caminhos, sentinelas de Exu e Ogum, homens de fibra, de lei, cumprem seus acordos, honram suas palavras e jamais descumprem algo que se comprometeram a realizar.
Suas roupagens fluídicas variam muito, existem novos e velhos. Sendo mais comum roupagens de homens com meia idade.

Principais entidades da Linha da Malandragem na Falange:
Zé Pelintra da Encruzilhada
Zé Malandro da Encruzilhada
Malandro da Encruzilhada
Malandro das 7 Encruzilhadas/Malandrinho das 7 Encruzilhadas
Malandrinho da Encruzilhada
Entre outros.

Características:
Indumentária: As cores preto e vermelho são as mais usadas, podendo usar preto e branco, branco e vermelho, etc. A cor predominante costuma ser preto. Gostam de camisas, calças e chapéus de boa qualidade. As vezes usam ternos, gravatas, raramente utilizam cachecol.

Bebidas: Cerveja branca, cerveja preta, whisky, rum, conhaque, cachaças, gim, entre outros.

Comidas: Gostam de farofas de dendê, linguiça, cebolas, pimentas, sardinhas, entre outros.

Fumo: Charutos, charutinhos, cigarros de filtro vermelho.

Fundamentos: Naipe de Paus, Naipe de Espadas, Baralhos, dados vermelhos, dados brancos, bola 8 da sinuca, búzios, chaves, terços, pólvora, dendê, navalhas, facas, pembas, punhais, canivetes, bengalas, crucifixo, velas de cera e muitas outras coisas. 





onselectstart='return false'