Seguidores

domingo, 7 de maio de 2017

Pombagira Menina do Cabaré e Seu Zé Camisa Preta.

"Eu estava num jogo, ô mulher,
Eu estava jogando, ô mulher,
O dinheiro acabou, ô mulher,
Fui pra casa chorando, ô mulher...

No caminho encontrei um inimigo,
Corri perigo, mas não me acovardei,
Sempre fui arrogante e prepotente,
Um abraço da morte, foi o que ganhei,
Ela mandou me matar, mas ela não se aguentou,
Menina fez serviço de homem e a vida me tirou,
Eu trai ela, prometi me vingar,
Nós dois nos vingamos e não conseguimos mais amar,
Encontrei ela no além, foi raiva pra todo lado,
A moça do Cabaré me deixava atordoado.
Eu sei que lhe feri, você me fez sofrer,
Uma ordem recebi, precisava me arrepender,
Na umbanda eu lhe vali, você me respeitou,
cada um foi pra um lado pra tentar evoluir..."

Pombagira Menina do Cabaré e Seu Zé Camisa Preta.


onselectstart='return false'