Seguidores

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Malandra 7 Facadas



Mulher de poucos amigos, poucos médiuns, raramente manifesta-se em Terreiros. Sempre muito verdadeira, não tem papas na língua, fala mesmo, desencarnou aos 21 anos, morreu com 7 facadas, na mão de um homem que confiava, foi traída, mais atraiu a desgraça pra si mesma, sabia que não ia dar certo. 

Viveu numa época em que a mulher, era muito submissa, não suportava a sociedade machista, e naquele tempo, mulher direita, tinha que seguir as regras que a Sociedade empunha. 

Namorou muito, só homens que não prestavam, que lhe trouxeram grandes sofrimentos, namorava escondido  de sua família. Era ao contrário da maioria de Malandros e Malandras, de uma família nobre, com posses e terras.

Porém se apaixonou por um menino do Morro de Santa Tereza, um gaiato, um João ninguém, um Malandro, foi contra todas as regras, sempre guiada pelo seu espirito de que podia fazer o que quisesse, saia a noite escondido, e ia para a gandaia, com este, até que ficou grávida, quando descoberto, foi brutalmente espancada por seu pai e expulsa de casa, acabou perdendo a criança, não tinha pra onde ir, se instalou em covis, lugares sujos, pensões antigas.

Trabalhou em casas de família, foi empregada durante um tempo, prometeu nunca mais se apaixonar, porém muitos se aproximavam dela.Começou a ser assediada pelo patrão, e a esposa desconfiando, mandou lhe matar, e ela contratou logo quem ? 

O malandro com quem tivera um caso no passado, morreu nas mãos do único homem que amou. 

Quando baixa no terreiro, até pode dançar, mais não gosta de farra, não é de brincadeira, vem, faz seu trabalho, só pra poder evoluir.

Salve Dona Malandra 7 Facadas.

Salve a Malandragem!
onselectstart='return false'