Seguidores

Rádio da Malandragem - Blog Malandros e Malandras;

quinta-feira, 19 de junho de 2014

As Falanges da Linha da Malandragem. Parte II


Os Malandros e As Malandras da Umbanda Sagrada tem muitos campos de Atuações, eles dividem - se em várias falanges, e dependendo da falange, eles podem até se parecer. Porém cada entidade tem sua individualidade, seu mistério, sua mironga, sua magia.

As Falanges que conheço relacionadas a Malandragem são:

Lapa
Arcos da Lapa
Morro
Estrada
Encruzilhada
Calunga
Cruzeiro das Almas
Almas
Cabaré
Figueira
Cais
Beira do Cais
Botequim


Em todas as falanges as vestimentas variam, ou seja, não é porque o Malandro é da Lapa que vai vestir branco e vermelho, ou porque é Malandra das Almas que vai vestir só roupas pretas. Quando escrevemos textos e colocamos as características, são características mais ou menos parecidas das entidades. Mas temos que deixar claro, que isso tem grande variabilidade.



Os Malandros e Malandras das Falanges: Lapa, Estrada, Cabaré tem algumas semelhanças, em sua grande maioria, eles são simpáticos, amistosos, possuem lábia e com isso, conquistam muitos devotos. Não é a toa, que essas falanges abrigam, um maior número de espíritos. 


" Na Lapa, foi no Cabaré da Lapa, que a Malandragem se criou ..."


Os Malandros da Lapa (ou Arcos da Lapa) tem grandes ligações com o Bairro, o conhecido local da Boêmia Carioca, foi e ainda é, palco para noites de muita diversão. Na Lapa tinha tudo o que a Malandragem gostava, tinha bebida, cigarro, jogo, mulheres e o samba, ele não poderia faltar. As entidades desta falange gostam das cores vermelha e branca, chapéis da mesma cor, apreciam um bom samba e são muito diretos no que querem falar, não tem rodeios ou enigmas. São atraentes, elegantes e sua presença, logo é notada nos terreiros. As Malandras tem as mesmas características, gostam das coisas em seus lugares, cobram de seus médiuns e falam de igual pra igual. Essa Falange aprecia muito trabalhos com baralhos. Bebem Cerveja e gostam muito de Salaminho.




Os Malandros e Malandras da Estrada e da Encruzilhada se alternam , ora são sérios, ora brincalhões, acompanham seus médiuns quase que o tempo todo, vivem nas ruas, resolvendo "paradas" e tiram as pessoas de muitas enrascadas por aí. São muito fiéis e protetores, agem como amigos de seus médiuns, porém, sabem cobrar deles e quando cobram, não admitem erros. Gostam de roupas finas e são muito bem trajados, a linguiça calabresa é uma das suas comidas favoritas. 


As Malandras desta falange se diferenciam por serem mais discretas, não gostam muito de conversa fiada.


Os Malandros e Malandras do Cabaré são os mais brincalhões da Linha, são bem resolvidos com todos, gostam de jogar conversa fora, são sempre muito respeitosos, porém desimpedidos e de língua solta. São Alegres, falam muito, conversam com consulentes, dançam até cansar. Das Malandras dessa linha, muitas são amigas de seus médiuns, resolvem problemas de amor e atraem pretendentes para elas. Jogam Ronda como ninguém e acertam á vida das pessoas no Baralho. Estão sempre bem arrumadas, atraindo os olhares das pessoas no Terreiro, sambam bastante e tem muito gingado. Gostam de anéis, pulseiras, brincos, lenços por debaixo do chapéu e fumar em piteira.



Os Malandros das Falanges das Almas, Do Cruzeiro, da Calunga, Figueira e alguns do Morro tem em comum sua Seriedade, são com raras exceções, entidades fechadas, sérias, sem muita abertura para brincadeiras. Vivem para os trabalhos espirituais, poucos vem em terra para beber, dançar e fumar, nenhuma entidade que se preze, vem só para isso, mas com certeza, seus médiuns irão entender o que falo. Poucos se identificam com eles, suas exigências são grandes, porém são muito leais. 


Vibram dentro do Feitiço, com incorporação forte, sempre tem mensagens para deixar em terra e são ágeis para realizar os pedidos dos que lhe são devotos. Não gostam de nada errado, e se seus médiuns andarem fora da linha, eles cobram sem perdoar.


Tem grande preferência pelas cores preta e branca, porém, isso não é absoluto, podem usar outras cores. Não apreciam nada dos outros, preferem ter suas coisas, muito bem organizadas e com antecedência.  


São de grande segredo, mantendo seus fundamentos longe de curiosos, não gostam de contar suas vidas, quando encarnados e podem testar a Fé de seu Médium.


Os Malandros das falanges Beira do Cais, Cais e Botequim são os que tem menos espíritos em sua conjuntura espiritual. Mas nem por isso, trabalham menos dentro do terreiro, são muito trabalhadores e tem energia intensa. Em sua vida encarnados, tiveram ligações com esses locais, trabalhavam no Cais, nos Portos, eram grandes boêmios dos Bares próximos ao Mar. Alguns eram muito queridos pelas prostitutas que ali trabalhavam, gostavam de jogar dados com copos encima de caixas de madeira, brigavam com marinheiros e estivadores, lutavam capoeira com suas navalhas.


Espero que vocês tenham gostado, eu fiz com muito carinho e simplicidade.

Salve a Malandragem !!!

As Falanges da Linha da Malandragem. Parte I

Queridos Seguidores, é com muita humildade, que irei escrever sobre As Falanges da Linha da Malandragem, ou seja, vou falar sobre meu pequeno conhecimento desta Linha e como as entidades da mesma, dividem - se. 

Meu objetivo não é desrespeitar ninguém, denegrir ninguém, ou afirmar, que meu conhecimento é único e certo. Acredito, que cada um, aprende de maneira diferente, a aprendizagem varia de terreiro para terreiro, porém a nossa base, permanece. 

Caridade ontem, Caridade Hoje, Caridade Amanhã, Caridade Sempre. 

Saravá Umbanda.



A Linha da Malandragem na Umbanda começou com a figura de Seu Zé Pelintra, entidade esta, originária dos Cultos Catimbó e Jurema, seu Zé Pelintra no Nordeste é cultuado como Mestre. Seu Zé Pelintra começou a manifestar - se nos Terreiros de Umbanda, nas Giras de Esquerda, porém, todos sabemos que ele, tem livre acesso as giras de direita, por seu grau evolutivo. Ele é um espirito com muita experiência espiritual, preparado para atuar em diversos planos, até nos locais mais negativos. Em seguida, começa á manifestação dos Malandros, entidades desencarnadas a pouco tempo, se compararmos a Exus e Pombagiras. As Malandras são os Espíritos mais jovens dessa linha, pois, além de desernacarem a pouco tempo, poucas são as casas que sabem cuidar delas, as aceitam ou deixam elas trabalharem. Malandra Maria Navalha, considerada por muitos como Pombagira, por confusão, falta de conhecimento ou médiuns despreparados, é a entidade chefe, da falange das Malandras. Diferente do que ocorre na Linha das Pombagiras, que tem Pombagiras Chefes, como Padilha, Mulambo, Sete Saias, Sete Encruzilhadas e por aí vai. Outro fator que causa confusão, é a existência de Pombagiras com a denominação, 7 Navalhadas, 7 Navalhas.


Eu tenho grandes amigos e amigas, que afirmam, a existência da Pombagira Maria Navalha, eu respeito muito esse pensamento, mas conhecendo a Navalha, que conheço, do jeito que ela é, que não gosta de nada, relacionado a Pombagira, é difícil para mim, admitir que existe uma Maria Navalha Pombagira, que bebe anis, champanhe, fuma em piteira, arreia e dá gargalhadas. Ainda sim, nós respeitamos, todas as entidades e suas manifestações. Algo que sempre me pergunto, é que se existe a Maria Navalha, chefe da falange das Malandras e existe a Maria Padilha, chefe da falange de Pombagiras, qual é a chefe das Navalhas Pombagiras ? 

E se as Pombagiras riscam ponto, e no ponto riscado explicam sua falange, o Exu que as acompanha, seus instrumento de trabalho e sua atuação, como uma Navalha Pombagira faz isso ? São coisas que eu vou ter que estudar muito, conhecer, pesquisar, porque, ainda não entendo. Só respeito e reflito em silêncio com minha insignificância.

Voltando a falar das Falanges da Malandragem, dou inicio a uma sequência de Postagens sobre as Falanges dos Malandros e Malandras !

Axé !

Salve a Malandragem !





Fã Page do Facebook.


Olá queridos seguidores do Blog Malandros e Malandras, como muitos de vocês já sabem, eu, juntamente com a Maria Tereza, a nova autora do blog, criamos uma Fã - Page, ou seja uma Página em formato de comunidade, na rede social Facebook, lá nossas postagens serão em maior frequência, porém, não escreveremos textos sobre os Malandros, pois a apropriação seria maior, ou seja, mais pessoas copiariam nossos textos e propagariam, afirmando serem autores destes. Ainda sim, eu peço, que se for possível, vocês curtirem lá, agradecemos com carinho :) 

Também colocamos uma Caixa para vocês curtirem diretamente daqui do Blog.

Salve a Malandragem !!!!!!

Salve Maria Navalha !!!!!


onselectstart='return false'