Seguidores

Rádio da Malandragem - Blog Malandros e Malandras;

quinta-feira, 19 de junho de 2014

As Falanges da Linha da Malandragem. Parte I

Queridos Seguidores, é com muita humildade, que irei escrever sobre As Falanges da Linha da Malandragem, ou seja, vou falar sobre meu pequeno conhecimento desta Linha e como as entidades da mesma, dividem - se. 

Meu objetivo não é desrespeitar ninguém, denegrir ninguém, ou afirmar, que meu conhecimento é único e certo. Acredito, que cada um, aprende de maneira diferente, a aprendizagem varia de terreiro para terreiro, porém a nossa base, permanece. 

Caridade ontem, Caridade Hoje, Caridade Amanhã, Caridade Sempre. 

Saravá Umbanda.



A Linha da Malandragem na Umbanda começou com a figura de Seu Zé Pelintra, entidade esta, originária dos Cultos Catimbó e Jurema, seu Zé Pelintra no Nordeste é cultuado como Mestre. Seu Zé Pelintra começou a manifestar - se nos Terreiros de Umbanda, nas Giras de Esquerda, porém, todos sabemos que ele, tem livre acesso as giras de direita, por seu grau evolutivo. Ele é um espirito com muita experiência espiritual, preparado para atuar em diversos planos, até nos locais mais negativos. Em seguida, começa á manifestação dos Malandros, entidades desencarnadas a pouco tempo, se compararmos a Exus e Pombagiras. As Malandras são os Espíritos mais jovens dessa linha, pois, além de desernacarem a pouco tempo, poucas são as casas que sabem cuidar delas, as aceitam ou deixam elas trabalharem. Malandra Maria Navalha, considerada por muitos como Pombagira, por confusão, falta de conhecimento ou médiuns despreparados, é a entidade chefe, da falange das Malandras. Diferente do que ocorre na Linha das Pombagiras, que tem Pombagiras Chefes, como Padilha, Mulambo, Sete Saias, Sete Encruzilhadas e por aí vai. Outro fator que causa confusão, é a existência de Pombagiras com a denominação, 7 Navalhadas, 7 Navalhas.


Eu tenho grandes amigos e amigas, que afirmam, a existência da Pombagira Maria Navalha, eu respeito muito esse pensamento, mas conhecendo a Navalha, que conheço, do jeito que ela é, que não gosta de nada, relacionado a Pombagira, é difícil para mim, admitir que existe uma Maria Navalha Pombagira, que bebe anis, champanhe, fuma em piteira, arreia e dá gargalhadas. Ainda sim, nós respeitamos, todas as entidades e suas manifestações. Algo que sempre me pergunto, é que se existe a Maria Navalha, chefe da falange das Malandras e existe a Maria Padilha, chefe da falange de Pombagiras, qual é a chefe das Navalhas Pombagiras ? 

E se as Pombagiras riscam ponto, e no ponto riscado explicam sua falange, o Exu que as acompanha, seus instrumento de trabalho e sua atuação, como uma Navalha Pombagira faz isso ? São coisas que eu vou ter que estudar muito, conhecer, pesquisar, porque, ainda não entendo. Só respeito e reflito em silêncio com minha insignificância.

Voltando a falar das Falanges da Malandragem, dou inicio a uma sequência de Postagens sobre as Falanges dos Malandros e Malandras !

Axé !

Salve a Malandragem !





onselectstart='return false'